10 MAIORES MENTIRAS DE 1º DE ABRIL NA INGLATERRA

O dia 1º de Abril é levado a sério na Inglaterra: Conheça as mentiras mais bizarras contadas pela mídia Inglesa para celebrar o April Fools Day

Pingüins Voadores – 2008:

  • A BBC divulgou no dia 1º de abril de 2008 que a equipe de filmagens da série Miracles of Evolution havia capturado pela primeira vez imagens do raro pingüim voador de Adelie.

    O apresentador Terry Jones explicou que os pingüins voadores se adaptaram para migrar milhares de quilômetros fugindo do inverno polar de Adelie. O video rapidamente se tornou um dos mais vistos da internet.

     UFO pousa em Londres – 1989:

 

  • No dia 31 de março de 89, dezenas de motoristas numa auto-estrada que dá acesso à Londres, viram um disco voador pousando em um campo nas imediações.

    Quando a porta na nave se abriu, um indivíduo trajando um macacão prateado saiu do disco voador. A polícia foi chamada e o local cercado.

    O UFO era na verdade um balão de gás encomendado por Richard Branson, o empresário milionário dono da Virgin.

    Ele planejava pousar a “nave” no centro de Londres no dia seguinte, mas o vento obrigou que ele tocasse a superfície um dia antes, e no lugar errado.

    Interferência do Sutiã- 1982:

    O jornal The Daily Mail divulgou que uma marca Britânica havia comercializado mais de 10.000 sutiãs que estavam colocando toda a população em perigo.

    A armação do sutiã teria sido feita com um metal usado em alarmes de incêndio, que combinado com o calor do corpo, estava causando interferência em sinais de rádio, podendo inclusive derrubar aeronaves.

    O engenheiro chefe da British Telecon leu o artigo e obrigou que todas as funcionárias declarassem que tipo de sutiã estavam usando naquele dia.

    Maratona de 26 dias – 1981:

    Nessa edição do jornal The Daily Mail, uma comovente reportagem sobre o corredor japonês “Kimo Nakajima” tocou a Inglaterra.

    Ele teria se inscrito na Maratona de Londres, mas um erro de tradução fez com que o corredor entendesse que ele deveria correr por 26 dias, e não 26 milhas. O japonês estaria perdido, ainda correndo, em algum lugar da Inglaterra.

    Leitores preocupados procuraram pelo maratonista antes de descobrir a farsa.

    Big Ben digital – 1980:

    No dia 1º de Abril de 1980, a BBC anunciou que o Big Ben ganharia um display digital, mais compatível com os tempos modernos.

    O anúncio da mudança causou indignação e muitas reclamações foram feitas antes que a emissora confessasse a brincadeira.

    A Republica de Sans Serriffe – 1977:

    O jornal The Guardian trouxe uma matéria especial de 7 páginas sobre as belezas e costumes da República de Sans Serriffe: “Um pequeno paraíso formado por ilhas em formato de ponto e virgula no meio do Oceano Indico”.

    A “reportagem” foi um sucesso e os telefones do jornal tocaram o dia todo com perguntas sobre esse paraíso exótico. A brincadeira deu origem à tradição dos tablóides ingleses também publicarem uma matéria falsa nesse dia.

    Alinhamento dos planetas reduz gravidade – 1976:

    Durante uma entrevista para a radio BBC 2 na manhã do Dia da Mentira, o famoso astrônomo Patrick Moore anunciou que às 9:47 da manhã, um fenômeno astronômico raro poderia ser observado pelos ouvintes.

    Moore disse que Plutão estaria passando atrás de Júpiter, e que o alinhamento diminuiria a força da gravidade na Terra. Ele sugeriu que se os ouvintes pulassem no exato momento do alinhamento, eles teriam a sensação de estar levitando.

    Quando 9:47 chegou, Moore gritou: -Agora!

    Imediatamente, o telefone da rádio estava inundado de ouvintes dizendo que puderam sentir os efeitos do fenômeno.

    Uma mulher disse que ela e mais 11 pessoas flutuaram no escritório onde estavam. A brincadeira foi inspirada no livro “The Jupiter Effect” e mesmo depois de confessar a brincadeira, muita gente ainda jura ter flutuado por alguns instantes naquele dia.

    Monstro do Lago Ness encontrado morto – 1972:

    No Dia da Mentira de 1972, jornais do mundo inteiro anunciaram a morte do Monstro do Lago Ness.

    Mas dessa vez, tanto a imprensa quanto a população foram vítimas de um trote aplicado por funcionários do zoológico local.

    Um time de zoólogos do Dudley Zoo congelou uma foca, morta na semana anterior, “disfarçando” o animal como o Monstro do Lago Ness para pregar uma peça nos colegas.

    Porém, na hora de transportar o animal, eles se esqueceram da lei de 1933 que proíbe “a remoção de criaturas não-identificadas do Lago Ness”.

    Eles foram presos e o corpo do animal apreendido – um verdadeiro frenezi aconteceu na mídia, até que uma analise comprovou que a criatura era de fato uma foca.

    Smellovision – 1965:

    Naquele ano, a BBC entrevistou um cientista que disse ter criado a Smellovision: uma tecnologia que permitiria que sua TV captasse cheiro.

    O cientista cortou cebolas e fez café ao vivo pra demonstrar a invenção, enquanto milhares de telespectadores ao redor da Inglaterra colocavam o nariz mais perto para cheirar seus televisores.

    Muitos entraram em contato com a BBC para reclamar ou elogiar a ótima recepção do cheiro do estúdio em suas residências.

    Plantação de macarrão – 1957:

    No dia 1º de abril de 1957, o programa Panorama da rede BBC apresentou uma matéria de 3 minutos sobre a excelente colheita de macarrão daquele ano na Suiça.

    Muitos ingleses acreditaram no respeitado locutor Richard Dimbleby, que narrou o video de uma família colhendo macarrão das árvores e colocando para secar ao sol.

    A matéria teve uma repercussão enorme e muitos telespectadores entraram em contato com a BBC perguntando como plantar seu próprio macarrão em casa.

    A transmissão continua sendo uma das mais famosas de todos os tempos e a primeira vez que uma mentira foi contada na TV para comemorar o April Fools Day

 
Fonte: Molho Inglês

Quanta coisa doida né?! Até nisso os ingleses se superam! lol

Happy April Fools Day!

 

Anúncios

SAINT PATRICK’S DAY

Inúmeras pessoas saem de casa e se reúnem com os amigos nos pubs locais. Todas elas vestem roupas verdes e, logo após tomar uma cerveja e comer alguns pratos típicos, se unem a desfiles pelas cidades ao som da música típica do país. É dia 17 de março, hoje, na Irlanda, o famoso Saint Patrick’s Day, o Dia de São Patrício.

Acredita-se que ele tenha morrido no dia 17 de março do ano 493. Embora tenha sido criado na Grã-Bretanha, St. Patrick foi bem jovem enviado a Irlanda como missionário. Segundo alguns historiadores, o jovem Patrício foi sequestrado aos 16 anos por piratas irlandeses e vendido como escravo. Mas conseguiu fugir e foi parar em um monastério católico. Após seus estudos, voltou para a Irlanda para evangelizar a população local e lá ficou até sua morte. Tempos depois, São Patrício virou o santo padroeiro da Igreja Católica da Irlanda.

Na Inglaterra, os imigrantes irlandeses comemoram o St Patrick’s Day desde o século XIX e as paradas começaram a ser organizadas em diversas cidades inglesas logo após a II Guerra Mundial. Com o conflito com a Irlanda do Norte nas décadas de 1970 e 1980, no entanto, as celebrações voltaram a ser restritas à comunidade irlandesa e aconteciam em espaços mais privados, como igrejas, bares e salões.

Foi somente no final dos anos 1990 que o dia de São Patrício voltou a ser comemorado pelos ingleses em geral e hoje o santo padroeiro da Irlanda chega a ser mais celebrado que o santo da casa, São George, cuja data é 23 de abril.

Em Londres, anualmente acontece a parada de St. Patrick no domingo anterior ao dia 17 e a Trafalgar Square recebe um festival da cultura irlandesa, com música, dança, comidas típicas e atividades para toda a família. E os bares, principalmente os irlandeses, ficam cheios de “devotos” celebrando a data.

Um dos símbolos mais importantes do Saint Patrick’s Day é o trevo. A planta, que possui três folhas, foi usada por São Patrício para explicar aos irlandeses do século V o que representava a Santíssima Trindade. Por isso, muitas pessoas desenham trevos nos rostos durante as paradas que acontecem na Irlanda e em outros locais do mundo.

A cerveja (muitas vezes esverdeada através de pigmentos especiais) está sempre presente nas celebrações. No passado, 17 de março também era um dia de comemoração à cerveja, e os irlandeses resolveram juntar as duas festas em uma só. Isso explica o fato de que, por ser feriado, todos os estabelecimentos da Irlanda fecham nos dias 17 de março, menos alguns pubs.

Fontes: Cultura Inglesa / Londres para Principiantes

MULHERES MAIS PODEROSAS DA HISTÓRIA DO REINO UNIDO

Para comemorar o dia Internacional da Mulher, selecionei as principais mulheres que fizeram história no Reino Unido de acordo com o site Mundo Estranho. Vamos conferir:

Margaret Thatcher

Margaret Thatcher

País que governou – Reino Unido

Período – 1979-1990

Foi a única a se tornar primeira-ministra no país. Apelidada de “Dama de Ferro” e adepta de medidas drásticas, tentou combater a inflação com menos intervenção do Estado na economia – mas, quanto mais ela endurecia, maior ficava a crise. Em três anos de governo, o desemprego triplicou e bancos quebraram. Suportou ainda a Guerra das Malvinas, em 1982, e um ataque terrorista em 1984.

Ana Bolena

Ana Bolena

País que governou – Inglaterra

Período – 1533-1536

A amante do rei Henrique VIII teve uma passagem curta pela monarquia inglesa, mas balançou as estruturas. Disposto a tudo para ficar com ela, com uma canetada só Henrique “inventou” uma nova igreja (a anglicana, que permitia o divórcio) e causou a cisão definitiva entre a Inglaterra, o papa e o resto da Europa. Ana reinaria por apenas mil dias e terminaria presa na Torre de Londres, acusada de traição e adultério.

Elizabeth I

Elizabeth I

País que governou– Inglaterra

Período – 1558-1603

Filha de Henrique VIII e Ana Bolena, foi a última integrante da dinastia Tudor no comando do país. E encarou com firmeza dois grandes rivais: o rei Felipe II, da Espanha, que abriu guerra à Inglaterra com sua lendária esquadra marinha, a Invencível Armada, e sua prima, Maria Stuart, rainha da Escócia, que queria derrubá-la. Considerada um símbolo nacional de pureza e visão política, Elizabeth foi também foi uma grande patrocinadora das artes. Fez florescer o chamado “teatro elisabetano” – cujo maior nome foi William Shakespeare.

Vitoria

Vitória

Países que governou – Inglaterra, Irlanda e Índia

Período – 1837-1901

Nunca houve um nome mais apropriado. Vitória teve o maior reinado que a Inglaterra já viu – até Elizabeth II a ultrapassar em 2015 – num dos melhores períodos do país, e, no final do século 19, tornou-se, por expansão colonialista, também imperatriz da Índia. Subiu ao trono aos 18 anos por ser a única herdeira da família e, pouco depois, casou-se com o primo, o príncipe Albert. Entre seus grandes feitos, liderou a corrida às colônias africanas e asiáticas, forçou a abertura dos portos nas Américas (para vender produtos industrializados ingleses) e apoiou o fim da escravidão. Em seu reinado, a Inglaterra tomou o lugar da França como símbolo máximo de modernidade e de elegância.

A lista deles acaba aqui. Como fã e admiradora que sou, não poderia de acrescentar a Rainha atual:

Coroada no dia 2 de junho de 1953, a soberana de 89 anos ocupa o trono do Reino Unido e outros 15 reinos, entre eles Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Jamaica, e no passado também foi a monarca da África do Sul, Sri Lanka, Paquistão e Nigéria.

O recorde de reinado de Elizabeth II significa que agora há três gerações de futuros monarcas na lista de herdeiros, algo que não acontecia desde a morte de Vitória.

Veja os principais acontecimentos que marcaram a trajetória de Elizabeth II como monarca:

Década de 1950: No dia 2 de junho de 1953 a rainha é coroada quase 16 meses após a morte de seu pai, num momento em que o país se reerguia da Segunda Guerra Mundial. A cerimônia, na abadia de Westminster, é transmitida ao vivo no rádio e na televisão em 44 línguas.

Década de 1960: Em 1965 a rainha fez uma visita histórica à Alemanha, sendo o primeiro monarca britânico a visitar o país em 52 anos.

Década de 1970: A rainha recebe o imperador Hirohito do Japão em 1971, em sua primeira visita à Grã-Bretanha desde a Segunda Guerra Mundial.

Década de 1980: Como chefe da Igreja na Inglaterra, a rainha recebe no palácio de Buckingham a visita do papa João Paulo II em 1982, que é a primeira visita de um Papa ao país em 450 anos. No ano seguinte, concede Ordem de Mérito à Madre Teresa de Calcutá, em Nova Déli, na Índia.

Década de 1990: A rainha visitou lugares nunca antes imagináveis, como Hungria, Rússia, Polônia e República Checa. Também esteve com o presidente da África do Sul, Nelson Mandela, em visitas de Estado reciprocadas realizadas em 1995 e 1996.

Década de 2000: celebra seu jubileu de ouro (50 anos no trono) em 2002, com um tour pelos países do Commonwealth, como Jamaica, Nova Zelândia, Austrália e Canadá, além de 70 cidades do Reino Unido, e dois grandes shows nos jardins do palácio de Buckingham.

Década de 2010: Visita a Irlanda em 2011, a primeira visita de um monarca britânico ao país desde sua independência. No ano seguinte completa 60 anos no poder e comemora o jubileu de diamante com uma viagem pelo Reino Unido e diversos países do Commonwealth.

Em 2014 faz o seu primeiro tweet, para divulgar uma exposição no Museu de Ciências de Londres.

Fonte: G1

Ela é demais né?! E a mais linda também ❤

Parabéns para todas as mulheres!