HAMPTON COURT PALACE, UM PALÁCIO MAL-ASSOMBRADO

Afastado do centro de Londres, o Hampton Court Palace é um dos palácios mais suntuosos e imponentes da capital inglesa. Apesar do jardim cinematográfico e dos quinhentos anos de história real, o palácio não está entre os mais visitados pelos turistas.

https://i1.wp.com/www.lensbury.com/wp-content/uploads/2014/08/Hampton-Court.jpg

Muita gente é desencorajada pela dificuldade de acesso e pela distância, mas vale a pena considerar a visita se você dispuser de pelo menos uma semana na cidade. Confira as principais atrações do local, que incluem até um roteiro mal-assombrado:

História centenária do Hampton Court Palace

O Hampton Court Palace tem mais de cinco séculos de história. Em 1514, o arcebispo londrino Thomas Wolsey tomou a propriedade e investiu alto para transformá-la em um dos palácios mais luxuosos de Londres. Na ocasião, o local atraía muitos nobres e era palco de importantes reuniões a respeito do futuro da Inglaterra no contexto europeu.

O rei Henry VIII, no entanto, ficou com inveja de tanta magnificância e deu um jeito de se apossar do palácio. Henrique ficou famoso principalmente pelos seus incontáveis casamentos, mas também era reconhecido como um entusiasta na construção de palácios. Quando terminou de dar sua cara ao local, havia quadras de tênis, pistas de boliche, jardins para recreação, um parque de caça com mais de 1.100 hectares e cozinhas que totalizavam 36 mil metros quadrados.

Quando o rei William III assumiu o trono, já em 1689, decidiu submeter o palácio a uma modernização inspirada na arquitetura barroca. O processo de reestruturação levou anos e foi interrompido com a morte da rainha Mary II. Quando as obras finalmente ficaram prontas, no início do século dezoito, William não pode aproveitar o palácio, pois morreu em decorrência de uma trágica queda de cavalo.

Em 1760, o rei George III decidiu abandonar o palácio de forma definitiva, sendo o último rei a frequentar o palácio. Em 1837, por decisão da rainha Vitória, o palácio foi aberto a visitantes de todas as classes, tornando-se um dos mais suntuosos pontos turísticos da capital. Daquela época até hoje, o palácio vem passando por reformas pontuais focadas na visitação do público, com constantes adaptações a fim de melhor representar o passado real.

Palácio mal-assombrado?

Em 1537, a rainha Joana Seymour deu à luz ao rei da Inglaterra Eduardo VI, morrendo doze dias mais tarde. De acordo com os relatos de quem visita o palácio, seu fantasma assombra a escadaria do local até hoje.

Já a rainha Catarina Howard foi aprisionada no palácio em 1542 e, antes de os guardas a capturarem, saiu correndo pela Galeria Longa berrando por socorro ao rei Henrique VIII. De acordo com a lenda, os gritos podem ser ouvidos até os dias atuais. Há ainda uma outra versão da história, segundo a qual o fantasma do próprio rei Henrique perambula pelo palácio vez ou outra.

Com tantas histórias de assombração, os responsáveis pela visitação decidiram deixar a visita ainda mais interessante e assustadora: construíram o Labirinto de Sebes.

O Labirinto de Sebes

Plantado entre 1689 e 1695, o labirinto já esteve entre os maiores do mundo. Em 2006, a estrutura foi incrementada com sensores ocultos ativados por movimento, que produzem sons aterrorizantes e aumentam a diversão da brincadeira.

Se você avistar uma assombração, um lençol ou qualquer movimentação suspeita – e atemorizante – , é possível relatar a história no livro de visitas. Quem folhear suas páginas vai encontrar memórias semelhantes…

Beleza dos jardins do Hampton Court Palace

Os históricos jardins ocupam uma área superior a 23 hectares. Em sua totalidade, o parque tem mais de 304 hectares de muita beleza e tranquilidade.

A fauna é basicamente composta por veados – cuja finalidade inicial era compensar as caçadas frustradas de Henrique VIII. Passeios de charrete também estão disponíveis a quem quiser aproveitar o espaço em toda sua imensidão.

Como chegar

O Palácio de Hampton Court fica na zona 6. Você pode usar o Oyster, mas não há estação de metrô por perto. A estação de trem Hampton Court fica a 35 minutos de Waterloo.

Para chegar: Vá até a estação de Waterloo (Bakerloo e Waterloo & City Lines), carregue o Oyster com o valor necessário para chegar e volta da zona 6 (Considerando que você já tem um passe válido para zonas 1 e 2, a extensão para zonas 3 a 6 custa 1,50 libra por trecho fora do horário de pico, ou seja, após as 9h30 em dias de semana e qualquer hora no fim de semana).

Ingresso: Para visitar Jardins, Palácio e Labirinto, o ingresso online custa 16,50 libras para adultos e 8,25 libras para crianças e adolescentes com até 16 anos, crianças com menos de 5 anos não pagam ingresso.

Horários: de 30 de março a 25 de outubro (temporada de verão) – diariamente das 10h às 18h; de 26 de outubro a 28 de março de 2015 (temporada de inverno) – diariamente das 10h às 16h30min.

Fonte: Mapa de Londres

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: