5 MITOS DE LONDRES PASSADOS A LIMPO

london

Pense em Londres e várias imagens e conceitos vão pipocar na sua cabeça. O tempo ruim, comida idem, a pontualidade e muitas outras.

O site Almost Locals separou algumas frases que as pessoas adoram dizer sobre Londres para derrubar alguns mitos e entender os motivos que fazem que os fatos sejam…fatos. A ideia é que antes de acreditar em um mito, explore a cidade e dê uma chance para que ela mude sua cabeça.

“A comida em Londres é ruim”

Se alguém falar isso para você, comece a rir. Ou essa pessoa não sabe nada de comida boa ou foi a Londres e pagou de pato em lugares toscos para turistas. Sim, infelizmente eles existem aos montes.

A comida de Londres é maravilhosa.

Como tem gente de todos os cantos do mundo em Londres, você encontra tipos de comida de lugares que nunca pensou em provar. É possível dar um rolé gastronômico por Londres passando pela Jamaica (existem aos montes), Índia (tem gente que diz que é melhor do que na matriz), Etiópia e outras. Comida tailandesa ou chinesa, você encontra restaurantes por região do país e não generalizando tudo no mesmo pacote como é comum. Além disso, Londres é cheia de restaurantes franceses, italianos e portugueses de cair o queixo. A comida inglesa? Essa aí passou por uma grande transformação e hoje em dia você pode comer em gastropubs e bares com direito a vários “hummmm” depois das garfadas.

“Os Londrinos planejam sua vida com semanas de antecedência e são extremamente pontuais”

A probabilidade de você ligar para um amigo no sábado à noite, chamá-lo para sair e ele topar é quase como ganhar na loteria. Em Londres, as pessoas planejam tudo com muita antecedência (ou tentam) por diversos motivos.

Londres é gigante e por mais que o metrô seja uma maravilha, você pode levar uma hora ou mais para chegar em um lugar. Além disso, as pessoas chegam cedo no trabalho e depois do expediente, sempre tem alguma atividade extra marcada do calendário, como uma yoga ou uma partida com os amigos. Como demoram muito para chegar em casa, todo mundo quer ir logo para lá e não sair mais, para assim descansar e encarar a maratona do metrô e da vida no dia seguinte. Marcar algo que saia desse circuito diário quebra a rotina e o caminho já calculado e por isso, tudo precisa ser meticulosamente planejado. O metrô fecha meia-noite e por isso, ficar até tarde em um lugar longe de casa significa perrengue. Quando então as linhas fecham no final de semana (tudo claro planejado com antecedência pela companhia de transportes), o caos está instaurado. Então antes que a carruagem vire abóbora, todo mundo sai correndo para pegá-la. Nesse caso, um trem cheio de bêbados.

Além disso, a vida cultural é muito disputada. Os ingressos para shows acabam em minutos, mesmo custando 80 libras, tipo os olhos da cara. Se você não for um ninja em dar F5, já era. Até ingressos de cinema de filmes famosos têm que ser comprados com semanas de antecedência. Restaurantes idem. Até para exposição de arte importante tem que comprar ingresso com data E horário marcados. Você se torna um viciado no Google Calendar.

O lado ruim é que depois de ter planejado tudo, semanas depois chega o dia dos eventos que você marcou e na real você não está afim de fazer nada daquilo, só ficar em casa e descansar.

Agora, se os londrinos são pontuais. Não são 100% precisos, porém 5 a 7 minutos é o “fashionably late” local. 10 minutos já são demais.

“Londres é uma cidade noturna”

Só porque os ingleses bebem muito, você deve pensar que eles ficam no pub até de madrugada. Os pubs fecham entre 23:00 e meia-noite. Se você acha que não dá para se embebedar de verdade até essa hora, agora você sabe porque às 21:00 já tem gente caída pela sarjeta. Todo mundo bebe todas antes que o bar e o metrô (olha o planejamento!) fechem.

As boates mais famosas do mundo nasceram aqui, mas não pense que todo mundo ficava na pista até o sol nascer porque a maioria das baladas fecha às 3 da manhã. Metrô fecha meia-noite e o plano de ser 24 horas nos fins de semana, que aconteceria em setembro de 2015, já foi adiado.

Em Londres a maioria das pessoas janta cedo e está em casa poucos minutos depois da meia-noite.

“Mas que tempo de merda faz em Londres!”

Nesse ponto não tem discussão. Se você é daqueles que curte o céu cinza, a chuva fina ininterrupta e odeia ver a luz do sol, Londres é para você.

Se você precisa de vitamina D ou simplesmente não pode viver em um lugar onde faz frio 10 meses do ano, nem venha morar aqui. O frio de Londres nem tem aquelas temperaturas beeem negativas como em Berlim, o problema é que o frio dura muito tempo. E a chuva também. Em agosto, mês que é o ponto alto do verão europeu, já está chovendo e fazendo 12 graus fácil. Daí, é só ladeira abaixo.

“Os ingleses são frios”

Os ingleses são amáveis. Educados, dão ajuda numa boa quando abordados. Abusam dos adjetivos seguidos de exclamações quando falam (Brillant! Lovely! Fantastic! Bloody hell!) e bem, isso não demonstra frieza nenhuma. São os mestres do chitchat (ou small talk), que é falar sobre amenidades. O clima, seu bairro, profissão, viagens, restaurantes. Bebem um pint de cerveja com você e o papo rende algumas risadas, já que eles sempre têm tiradas irônicas sobre algum assunto. Mas a amizade para aí e para ficar íntimo de um inglês, aí sim o buraco é mais embaixo.

Por isso digo que eles não são frios, muito pelo contrário. A verdade é que os londrinos são reservados. Frios e mal-humorados, existem mas são poucos.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: