INFLUÊNCIA CULTURAL DA INGLATERRA NO MUNDO

Considerando o tamanho do Reino Unido (Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales) que é menor do que o estado de São Paulo e o tamanho de sua população, a chuvosa ilha britânica têm proporcionalmente contribuído culturalmente ao mundo muito mais do que qualquer outro país no planeta.

Com certeza o tamanho da influência cultural britânica sobre o planeta está diretamente relacionada ao Império britânico que durante séculos imperou sobre o planeta.

No Reino Unido surgiu e foi difundida ao mundo a linguagem mais falada no planeta. O Inglês é a linguagem nativa de milhões de pessoas no planeta (principalmente antigas colônias britânicas) e é a segunda língua de bilhões de outras pessoas.

O Reino Unido inventou e difundiu a Democracia Parlamentar e muitos sistemas jurídicos, que desde então foram adotados por nações do mundo todo.

Isaac Newton e suas teorias da gravidade, matemáticas, astronômicas, físicas e óticas são utilizadas até hoje como base de toda a ciência no mundo.

A Teoria da Evolução de Charles Darwin transformou a forma dos humanos entenderem a si mesmos e de onde vieram na natureza.

Um pouco mais “recente”, na década de 1980, o britânico Tim Berners-Lee foi um dos inventores da Word Wide Web (Internet).

No Reino Unido, foi iniciada a Revolução Industrial, trazendo mudanças pioneiras ao mundo nas áreas de engenharia, mecânica, fabricação de produtos e técnicas científicas.  Entre algumas invenções estão a primeira locomotiva a vapor, o primeiro trem, etc.

Também foram inventados no Reino Unido alguns items do nosso dia a dia, como por exemplo a televisão, o telefone, a penicilina, o motor elétrico, e muitos outros mais.

Os esportes futebol (mais popular do mundo), cricket e rugby vieram do Reino Unido.

Surgiram no Reino Unido diversas tribos, como os punk rock, heavy metal, glam rock, psychadelia, etc.  Assim como outros estilos: skinheads,  góticos, mods, etc.

Na área de literatura, o Reino Unido colabora massivamente com o planeta, sendo a casa de autores e publicações mundialmente conhecidas. Entre os milhares de autores e publicações, pode-se citar Frankenstein de Mary Shelley que introduziu pela primeira vez no mundo o conceito de “zombies”. O livro Drácula de Bram Stoker apresentou o primeiro vampiro “não morto” ao mundo.

O Reino Unido também agraciou o planeta com as obras de Shakespeare e Charles Dickens (Oliver Twist), além de trabalhos de Roald Dahl, HG Wells, J. K. Rowling, e muitos outros mais, produzindo obras como: A máquina do tempo, Guerra dos mundos, Alice no país das maravilhas, O senhor dos anéis, o Hobbit, Peter Pan, Sherlock Holmes, Narnia, Harry Potter e muitos outros mais.

Muitos livros/contos britânicos foram transformados em filmes.

Aliás, Hollywood  perderia muito se não fossem as produções e os atores britânicos. Desde os dias de Charlie Chaplin, Stan Laurel, Boris Karloff, Cary Grant e Hitchcockaté Michael Caine, Sean Connery, Antony Hopkins para os mais recentes Daniel Day Lewis, Daniel Craig e Jude Law, os atores, atrizes e diretores britânicos têm realizado trabalhos fundamentais para o sucesso de Hollywood e da indústria de filmes britânica.

7 dos 10 mais populares filmes do mundo entre 2004 e 2009 foram baseados em livros britânicos: “Narnia”, “Harry Potter”, “Charlie & The Chocolate Factory”,  a trilogia de “Lord of the Rings” e “James Bond”.

Esses são apenas alguns exemplos. Assim como ainda existem influência culturais de outros impérios da humanidade, como os romanos, gregos, etc, também convivemos com a forte influência cultural do Reino Unido sobre o mundo.

Por Roberto Alves – Chá com Leite

Anúncios

METRÔ DURANTE A NOITE

Agora é oficial mesmo e com data marcada. O Night Tube (metrô noturno) estará em funcionamento durante toda a noite nas sextas-feiras e sábados a partir do sábado, 12 de setembro, em Londres.

Metrô durante a noite

Os trens percorrerão os seguintes trechos:

Linha Central : Ealing Broadway de/para Loughton/Hainault via Newbury Park

Linha Jubilee : linha inteira

Linha Northern: Morden de/para Edgware/High Barnet via Charing Cross

Linha Piccadilly: Cockfosters de/para Heathrow Terminal

Linha Victoria line: linha inteira

Haverá um trem a cada 10 minutos aproximadamente e as tarifas aplicáveis são as “off peak” (fora do pico). Para quem tem um travelcard diário, ele será válido na data impressa até às 4:30 da madrugada da data seguinte.

Mais informações: tfl.gov.uk/nighttube

Fonte: Londres para Principiantes

APELIDOS EM INGLÊS

O que essas pessoas têm em comum? Todos são conhecidos por apelidos. Conheça os apelidos em Inglês mais comuns e seus nomes equivalentes em Português.

  • Bill / Billy – William = Guilherme

    Bill Clinton: William Jefferson Clinton – ex presidente
    Bill Gates: William Henry Gates – empresário

  • Bobby – Robert = Roberto

    Bobby Marley: Robert Nesta Marley – músico

  • Charlie – Charles = Carlos

    Charlie Chaplin: Charles Spencer Chaplin – ator
    Charlie Sheen: Carlos Irwin Estévez – ator

  • Dick – Richard = Ricardo

    Dick Van Dyke: Richard Wayne Van Dyke – ator

  • Eddie – Edward = Eduardo

    Eddie Murphy: Edward Regan Murphy – ator

  • Harry – Henry = Henrique

    Príncipe Harry: Henry Charles Albert David – príncipe

  • Jake – Jacob = Jacó

    Jake Gyllenhaal: Jacob Benjamin Gyllenhaal – ator

  • Jim/Jimmy – James = Tiago

    Jim Morrison: James Douglas Morrison – músico

  • Johnny – John = João

    Johnny Depp: John Christopher Depp II – ator

  • Larry – Lawrence = Lourenço

    Larry King: Lawrence Leibel Harvey Zeiger – apresentador

  • Kate – Catherine = Catarina

    Kate Middleton: Catherine Elizabeth Middleton – duquesa

  • Mick – Michael = Miguel

    Mick Jagger: Michael Philip Jagger – músico

  • Nick – Nicholas = Nicolau

    Nick Nolte: Nicholas King Nolte – ator

  • Pete – Peter = Pedro

    Pete Doherty: Peter “Pete” Doherty – músico

  • Steve – Stephen/Steven = Estêvão

    Steve Jobs: Steven Paul Jobs – empresário

  • Tom – Thomas = Tomé

    Tom Cruise: Thomas Cruise Mapother IV – ator

Fonte: Molho Inglês