MÚSICA INGLESA – MCFLY

Já falei de filmes, literatura, ficou faltando meu vício maior: música britânica!

Foi exatamente por aí que meu amor pela Inglaterra começou, com os Beatles. Ainda vou fazer um post sobre a banda, não tenham dúvidas, mas hoje vou falar da segunda banda inglesa que ganhou meu coração desde a sua formação: McFLY!

A formação da banda começou em 2003 quando Tom Fletcher (futuro guitarrista/vocalista/pianista) se inscreveu no NME de Londres para uma vaga em uma banda que a agência estava montando, chamada Busted. O teste dele falhou mas os produtores gostaram do garoto e acharam que ele tinha futuro.

Tom começou a trabalhar filmando os futuros testes da agência e mais pra frente compondo músicas para a tal Busted, juntamente com o vocalista James Bourne. Algum tempo depois abriram teste para uma boyband chamada V que Danny Jones (futuro guitarrista/vocalista) participou erroneamente, achando ser para uma banda de rock. Os produtores não o aprovaram mas gostaram da atitude dele (dizem ser o primeiro a ir a um teste de boyband com um violão). Tom Fletcher então o convidou para escreverem músicas juntos e os dois começaram uma amizade.

Amizade essa que um certo dia gerou uma entrevista com a Universal Music. Tom e Danny foram cantar para os executivos dizendo que tinham em mente criar uma banda.
Contrato assinado foram procurar baterista e baixista, o que não foi difícil encontrar. Harry Judd se mostrou novato, mas otimista, na bateria e foi convocado após alguns testes a se juntar à banda. Dougie Poynter, o mais novo na época com apenas 15 anos, fez teste para baixista e conseguiu o lugar que faltava. Nome escolhido, em homenagem a Marty McFLY do filmeDe Volta para o Futuro, a banda se formou oficialmente.

Em 2004 foi lançado o primeiro single da banda chamado ‘Five Colours in Her Hair’ que chegou na primeira semana no primeiro lugar das paradas britânicas. O álbum ‘Room on the Third Floor’ também encabeçou o primeiro lugar nas paradas por semanas seguidas e entrou no livro Guiness dos Recordes por ser a banda mais jovem a ter o primeiro cd no topo das paradas britânicas. No mesmo ano o McFLY seguiu em turnê abrindo para a banda Busted, da mesma gravadora e produtores.

Em 2005 eles começaram uma turnê própria e lançaram o segundo álbum chamado ‘Wonderland’, que também encabeçou o primeiro lugar nas paradas, dando ao McFLY o segundo recorde no Guiness.

Ainda em 2005 a banda foi aos EUA gravar um filme com a estrela teen Lindsay Lohan, chamado Sorte no Amor. A banda interpretou ela mesma no filme mas fazer sucesso nos Estados Unidos foi complicado. Para conquistar fãs do outro lado do mundo eles lançaram nas Américas em 2006, junto com o lançamento do filme, o álbum ‘Just My Luck’ que é uma compilação das melhores músicas da banda. Consequentemente esse álbum foi considerado trilha sonora para o filme.

Sorte no Amor ficou nos cinemas brasileiros por semanas consecutivas e acarretou o Top5 e Top10 de filmes mais vistos na época durante um bom tempo. O cd ‘Just My Luck’ esgotou nas lojas brasileiras na primeira semana de venda.

No fim de 2006 lançaram o terceiro álbum da banda,‘Motion in the Ocean’ que tiveram seus dois singles no topo das paradas britânicas por algum tempo.

Em 2007 lançaram o single ‘The Heart Never Lies’, considerada por muitos, a música mais madura da banda. Esse single, também tendo estado no primeiro lugar das paradas britânicas, deu a Tom Fletcher um dos grandes títulos de sua carreira: foi o maior compositor de hits número um do Reino Unido. Mais que Michael Jackson e George Michael.

No final do ano de 2007 a gravadora decidiu lançar uma compilação de grandes sucessos, “The Greatest Hits”, junto com o DVD de mesmo nome.

Em 2008 o McFly lançou seu 4º álbum de estúdio inédito, intitulado: Radio:Active, que foi produzido por sua própria gravadora, a Super Records, já que a banda havia rompido com a Island Records por motivos pessoais. O álbum foi entregue gratuitamente com o jornal The Daily Mail, juntamente com um DVD e um folheto de 32 páginas. O lançamento do CD foi realizado somente no dia 22 de setembro de 2008, chegando ao Brasil em 27 de outubro do mesmo ano. Nesse ano a banda visitou o Brasil pela primeira vez, realizando shows lotados em algumas capitais.

Durante a turnê deste álbum, que foi denominada Radio:Active Tour, o grupo lançou o DVD Radio:Active Live at Wembley, que ocupou a primeira posição dos mais vendidos no Reino Unido. Com esta mesma turnê o McFly visitou o Brasil pela segunda vez, encantando os milhares de fãs brasileiros com as canções mais marcantes. Os meninos fizeram oito apresentações em sete cidades entre os meses de maio e junho de 2009.

Depois de alguns meses de produção, o quinto álbum inédito do McFly ficou pronto. Intitulou-se “Above the Noise”, foi lançado em 15 de novembro de 2010 e chegou ao Brasil em 30 de novembro de 2010. Os meninos surpreenderam os fãs com novas melodias dançantes carregadas com um ritmo pop inspirados em Prince e Michael Jackson.

O McFly voltou ao Brasil em 2011 com a turnê do álbum “Above the Noise”. Os meninos mostraram sua nova música e encantaram os fãs com sua incrível presença de palco. O ano de 2011 também foi um ano marcado de aparições nos programas de TV britânicos para o McFly. Danny Jones participou do programa “Popstar to Opera Star” e encarou os desafios de se tornar um cantor de ópera. Tom Fletcher participou do programa “The Cube”, venceu os desafios e arrecadou dinheiro para duas instituições de caridade. Dougie Poynter participou do reality show na selva, chamado “I’m A Celebrity… Get Me Out Of Here!”, sobreviveu aos desafios e foi coroado o Rei da Selva ao fim do programa. Harry Judd participou do reality show dançante “Strictly Come Dancing”, encarou todos os ritmos e foi premiado com um dos troféus da televisão britânica mais cobiçados.

Em 2012 a banda começou a produzir seu sexto álbum de estúdio e participou da turnê “Keep Calm and Play Louder” que marcou presença no Reino Unido.

Atualmente a banda se uniu com James Bourne e Matt Willis (ex integrantes da banda Busted) e formam o supergrupo McBusted que já tem CD lançado e com agenda cheia de shows pela Europa.

Pelo Twitter, Tom Fletcher fez questão de esclarecer que o McBusted não significa o fim do McFly. Trata-se apenas de um projeto paralelo.

Fonte: McFLY Addiction 

Quem não conhece a música dos caras, CLIQUE AQUI e confira alguns dos sucessos da banda.

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: